Fonte: Fetagri

Publicada em 31.05.2017

NOTA DE SOLIDARIEDADE AO DEPUTADO ESTADUAL CARLOS BORDALO (PT-PA)

Toda força bruta representa nada mais do que um sintoma de fraqueza.
(Zé Geraldo, cantor e compositor nordestino)

Logo_so_FETAGRI

A direção da Federação dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado do Pará – FETAGRI vem a público manifestar irrestrita solidariedade ao Deputado Estadual Carlos Bordalo (PT-PA), em virtude dos sucessivos ataques, ameaças e intimidações que têm sido direcionadas à sua atuação parlamentar por parte de deputados da Bancada da Bala, pseudo-jornalistas, grupos de extrema-direita vinculados a corporações policiais, grileiros e latifundiários.

O trabalho desenvolvido pelo Deputado Bordalo à frente da Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor, da Assembleia Legislativa do Pará, tem sido fundamental para evidenciar as constantes violações de direitos humanos que diariamente são perpetradas em face dos grupos sociais mais vulnerabilizados no território paraense, seja por ação ou omissão do Estado, no campo e na cidade.
É notório que este tipo de conduta política em defesa dos direitos humanos, dos direitos sociais e das garantias fundamentais previstos nas regras básicas que norteiam o contrato social vigente em sociedades democráticas incomoda profundamente os setores mais reacionários, truculentos e conservadores que insistem em empregar a violência como instrumento de legitimação de seus interesses.

O modus operandi violento, covarde e intimidatório que vem sendo direcionado contra a pessoa do Deputado Bordalo é o mesmo que tenta calar diuturnamente a voz dos lutadores sociais do campo e da cidade através do extermínio, das ameaças e das violações de direitos. São agentes públicos e privados acostumados a fazer valer suas vontades por meio da força bruta e do ódio de classe, destituídos, portanto, de qualquer resquício de racionalidade ou comportamento civilizado, o que de nossa parte merece total repúdio e indignação.

É profundamente vexatório que parlamentares paraenses pertencentes à Bancada da Bala no Congresso Nacional e na Assembleia Legislativa, a pretexto de ecoar seus interesses corporativos e de classe, utilizem os meios de comunicação tradicionais e as redes sociais para atacar violentamente o Deputado Bordalo e os defensores de direitos humanos no Pará. Pedimos providências dos Ministérios Públicos Federal e Estadual para coibir este tipo de apologia à violência.

De igual forma, rechaçamos veementemente as tentativas de organização de atos de rua por parte de políticos e entidades policiais em favor dos agentes que cometeram o Massacre de Pau D’Arco, em 24 de maio de 2017. Exigimos uma posição oficial do Governador Simão Jatene e do alto comando da segurança pública no Pará a respeito do uso de símbolos oficiais da Polícia Militar e da Polícia Civil nos materiais de divulgação de tais atos. Queremos saber se o Governo do Estado chancela oficialmente esse tipo de iniciativa absurda.

Por fim, reiteramos nossa confiança na atuação parlamentar do Deputado Bordalo e em seu inarredável compromisso com a construção de uma sociedade livre, democrática e justa. Estaremos atentos e mobilizados para enfrentar qualquer tipo de agressão à sua honra, sua história e sua vida.

Belém, 31 de maio de 2017.

Diretoria da FETAGRI-PA

Anúncios